2012-05-08

O Rapaz que Tinha Medo.


O Rapaz que Tinha Medo tinha medo de tudo – tinha medo de andar pela rua com as suas calças às flores (porque as pessoas poderiam troçar dele), e tinha medo de barulhos estranhos à noite (porque pensava que devia haver um fantasma debaixo da sua cama). Para se livrar desses medos, O Rapaz que Tinha Medo vai procurar ajuda às Páginas Amarelas. Na categoria “Ajudar Rapazes com Medo”, encontra o número telefónico de uma Árvore Mágica. Marcam uma entrevista, mas a Árvore avisa-o dos perigos das estranhas criaturas da floresta assombrada onde vive, e que o Rapaz encontrará no caminho. Mas ele que não tivesse medo: “elas são inofensivas”. E o rapaz lá se põe a caminho da floresta… Nesta publicação é recriada uma das temáticas mais habituais no universo das estórias destinadas à infância – o medo e a sua desmistificação a narrativa de Mathilde Stein  revisita alguns dos medos mais frequentes, objetivando-os de diferentes formas e colocando o protagonista a enfrentá-los e a vencê-los um a um.  A conquista do rapaz reside, afinal, na sua própria capacidade de enfrentar os diferentes medos e ultrapassá-los. 

0 comentários:

Publicar um comentário